Lençóis – Morrão – Lençóis, 10feb2013

(para texto em português, desça a página)

Since i´ve started walking inside Cerrado (one of the six brazilian biomes) woods, i was impressed by biodiversity. I commented few weeks ago, that in the National Park where i´ve been in Chile i haven´t found many different species of plants and animals. Here is the opposite. The Cerrado biome, in spite of having always a “dry appearance”, short and twisted vegetation, there is a huge quantity of plants, insects, birds, flowers. Dozens of butterflies fly over you. The leaves are not only green but also have all tones from yellow to the red.

Bromelia

Bromelia

A weird thing happens always i get off city or road stress cities imerging into the nature.I listen loud noises in the middle of nowhere that are very similar to human or other well known sound such as a loud sneeze or laughter for example. Is the nature producing the same sounds or just my mind creation. Also happened a lot in this trekking confusing bunches, leaves and trees with human figure. Many and repeated times. It shows how my mind was conditioned with aspects of the city life. Mind agitation. As days passes on in the nature such phenomenas will also disappearing.

Prospectors often stayed long periods in the woods. They needed to bring food, tools and material helped by mules and small carts. So, they built all stone paved paths making the access to the upper parts easier.

For don´t loosing yourself be watchful in three different indications along the path: the stone slab path made by prospectors, natural stone slab (slabs here are bigger and people passing by turn them whitish) or where the grass is dried and yellowish. No possibility of mistake.

Rocks in Chapada / Rochas da Chapada

Rocks we see at Chapada Diamantina are really very old. In the videos i talk about millions of years but in fact they have ages between 600 millions of years and 2,5 billions of years !!! Try to imagine that. They are mostly sedimentary rocks in the origin that means. formed in depositional environments. These various depositional environments succeeded one another even in space (in different regions of Chapada) either in time. A marine depositional system for example that existed at 2,5 billions of years ago in a region evolved during geological time, at the same region, for a costal environment and then for a fluvial, after maybe a desertic, then glacial and so on. The huge weight of the sedimentary basin push all sediments pack for deep in the Earth. Then these sedimentary rocks were submitted afterwards to metamorphism – kind of deformation –  in their physical structure (fracturation, faulting and folding) and also in their mineralogical/chemical composition, due to extremely high pressions and temperatures deep inside the Earth.Then they were transformed in metamorphic rocks. All this geological history lasted hundreds of millions of years and we can see nowadays printed on the rocks !!!

Waves in a old shalow sea, dune or river bottom / Ondas em um antigo fundo de mar raso, duna ou rio

Waves in a old shalow sea, dune or river bottom / Ondas em um antigo fundo de mar raso, duna ou rio

In spite of very hot temperature and steep walk of first kilometers, in few hours i´ve got the scarpment of Sincorá Range crossing  the “passo” just on the bord of Sobradinho Hills. After that the rightside path is well marked and almost flat. We can watch – on the left side -the canyon along the valley. After few minutes the trail called “21” goes down into the valley from where it starts going up through the canyon by the river crossing many different waterfalls. On the end it reachs Cachoeira da Fumaça – Smoky Waterfall –  (420m of free falling).

The sunset was beyond the scarpment on the other side of the valley. I started to search a camping site what was a problem in this part of the trail. The vegetation is thick everywhere and the only option was the almost flat rock slabs. As i didn´t know the area and could´t  see other option i´ve choose a rock slab to place the tent and had to improvise in fixing it.

Camping

Camping

My water was finishing and along the way i didn´t find any spring or river. But where it was all Chapada´s water i was read in many blogs?? I was a little thrusty and, funny, i had all night long dreams (or nightmares) and short alucinations in many watering situations such as pools, fresh fruit juices exactly the same way as Aron Ralston had in 127 hours movie that i watched just before going to Bahia. It was a overstatement because i had few water with me, i was not catched in the rocks and certainly the other day i would find water. In fact, next day early morning i realised if i would have walked 20 minutes more the day before i could find a perfect site for camping just beside a beautriful river. ” It is always like that… ”

Assim que comecei a caminhada dentro da mata do cerrado fiquei impressionado com a elevada biodiversidade. Havia comentado no passeio do Chile , alguns meses atrás, que não havia encontrado muitas espécies de plantas e animais. Aqui não. No cerrado, mesmo com seu aspecto seco, árvores e plantas baixas e retorcidas, existe uma quantidade quase infinita de plantas, insetos, pássaros e flores. Borborletas te sobrevoam aos bandos. As folhas não se contentam com o verde, apresentam todos os tons do verde ao vermelho.

Mountains contour lines / Contorno das montanhas

Mountains contour lines / Contorno das montanhas

Um fenomeno engraçado que não sei se é real ou produto da mente agitada que acaba de chegar da cidade é ouvir, vez por outra no meio da natureza isolada, barulhos que parecem familiares e humanos. No meio do nada. Como um alto espirro ou uma gargalhada. Realmente não sei se a natureza reproduz isto ou é fruto da imaginação da mente. Assim como, aconteceu muito nesta trilha, confundir arbustos, folhas e outras com vultos humanos. Várias vezes. repetidas vezes. Mostra como a mente está condicionada com aspectos da cidade. Agitação. Conforme os dias vão passando na mata, estes fenômenos vão cessando também.

Como estava a quase dois dias trancado em ônibus esperando por este momento, comecei a subir bem rápido e também porque sabia que tinha poucas horas até o anoitecer. Esta trilha Lençóis – Capão (Caeté- Açu), que são um total de quase 30km, é toda bem marcada por caminhos feitos com lajotas de pedra (que lembra muito os caminhos Incas – veja neste blog Categorias Peru 2009-2010) . Os garimpeiros a utilizavam muito entre 1844 e 1871 mais ou menos quando durou o ciclo do diamante nos rios da região. Como eles ficavam longos períodos nas montanhas precisavam levar mulas e pequenas carroças com mantimentos e construindo um caminho de pedras facilitava o acesso.

Natural signs on the rocks inside water / Sinais naturais nas rochas dentro d´agua

Natural signs on the rocks inside water / Sinais naturais nas rochas dentro d´agua

Para não se perder na trilha fique atento buscando sempre três indicações: o caminho de lajotas de pedras, onde o mato está mais queimado ou seco e , no caso de estar nas lajes naturais de pedra, procure onde elas se apresentam mais esbranquiçadas. Não tem erro.

As rochas que vemos na Chapada em Diamantina em geral são realmente muito antigas. Nos videos eu falo em milhões de anos mas, na verdade, elas tem idade compreendida entre 600 milhões e 2,5 bilhões de anos !!! Tente imaginar isto. São rochas sedimentares na sua maioria, isto é, se formaram em ambientes de sedimentação. Estes ambientes são muito variados porque se sucediam tanto no espaço (em vários diferentes pontos da Chapada) quanto no tempo. Um ambiente de sedimentação marinho, por exemplo, que existia há 2,5 bilhões de anos numa determinada região evoluia, na mesma região, com o passar do tempo geológico, para um ambiente de sedimentação costeiro, depois fluvial, depois desértico, depois glacial e assim por diante. O enorme peso dos sedimentos flexionou a bacia sedimentar empurrando todo o pacote de sedimento para partes mais profundas crosta da Terra.  Estas rochas sedimentares sofreram depois, deformações tanto física (dobras e fraturas) quanto na sua composição mineralógica/quimica, devido às pressões e temperaturas muito elevadas à que foram submetidas em profundidade. Se transformaram então, em rochas metamórficas. Toda esta história geológica durou centenas de milhões de anos e tudo isto pode ser visto agora impresso nas rochas.!!!

Rivers and pools / Rios e piscinas naturais

Rivers and pools / Rios e piscinas naturais

Apesar do forte calor e da subida dos quilometros iniciais, em poucas horas atingi as escarpas da Serra do Sincorá onde existe o “passo” que dá acesso a outra face. A partir daí a trilha é à direita (caminha-se pra Oeste) e bem marcada ficando praticamente plana e avista-se o canyon ao longo do vale (Leste-Oeste). Após alguns minutos caminhando tem-se a opção da trilha conhecida como “21”. Ela desce até o fundo do vale e explora-se o canyon subindo o rio e passando por várias cachoeiras sucessivas. Indo até o final chega-se a Cachoeira da Fumaça (420m de queda livre).

Como o sol estava se pondo atrás da escarpa do outro lado do vale (Oeste) comecei a procurar um lugar pra acampar. Este é um problema desta parte da trilha. Só havia a vegetação grossa tipica do cerrado e lajes de pedra.
Como não conhecia a área e não via outra opção, acampei numa laje de pedra tendo que improvisar a fixação da barraca. Tinha pouca água e até então também não havia encontrado nenhum rio ou nascente.  Mas onde estava toda água da Chapada que havia lido nos relatos e blogs?? Passei um pouco de sede e, engraçado, comecei a ter sonhos e pequenas alucinações de situações com muita água, sucos, piscinas, como às que teve o personagem Aron Ralston no filme 127 horas que tinha assistido poucos dias antes de vir pra Bahia. Acho que não era pra tanto já que tinha alguma água, não estava preso na rocha e no outro dia certamente encontraria água. Na verdade, no dia seguinte  percebi que se andasse uns 20 minutos mais teria encontrado um lugar perfeito pra acampar e com muita água. “É sempre assim…”.

Advertisements

2 thoughts on “Lençóis – Morrão – Lençóis, 10feb2013

Liked it?? Leave a comment below what do you think about. Thank you :-) Gostou?? Deixe um comentário abaixo sobre o que você achou. Obrigado.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s